1

Sobre insegurança e desconexão de pessoas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Em um de meus últimos posts, divaguei sobre o quanto acho ridícula a curiosidade humana quando se trata da desgraça alheia, brigas, acidentes de todo o tipo e afins. Todavia a insaciável curiosidade das pessoas, com o advento da tecnologia, mais precisamente da internet ganhou proporções espaciais, mais precisamente, cyber-espaciais.
Eu tenho Orkut. Fiz o meu pouco tempo depois de sua criação. Como todo mundo, fiz porque era novidade, era inovação e

principalmente porque todo mundo começou a ter o seu e eu queria ter também. Atire a primeira pedra quem não fez seu Orkut por esses mesmos motivos.
O fato de eu abominar modinhas, não significa que eu não siga uma ou outra. A diferença está em você adaptar àquilo ao seu estilo. Atualmente o meu Orkut está às moscas. Não recebo recados, não mando recados, parei de colecionar comunidades inúteis e recentemente parei de ficar xeretando o Orkut dos outros de 5 em 5 minutos como fazia no começo. Perdeu a graça faz tempo. Meu Orkut serve atualmente apenas para downloads e uma ou outra comunidade que me interesse.


Ano passado fiquei uns dias sem internet e estava em uma lan house navegando num domingo a tarde. Do meu lado estava uma moça, muito bonita até, aparentemente elegante, visualisando recados do Orkut. Fiquei na minha e continuei no pornotube.com. Passado um tempo ela sacou o celular do bolso com uma expressão de ódio e teclou alguns números e segundos depois começou a berrar no meio da lan house. Todos olharam:


"_Escuta, quem é essa biscate que deixou esses recados pra você no seu Orkut?"
"_Não! Ela só está falando um oi e disse que está com saudades, mas eu quero saber quem ela é e você vai me contar!"


Bom, eu já odeio casais de namorados mesmo. Mas casais de namorados que bancam os ridículos são mesmo um chute no saco. Pra começar, essa mania besta que todo casal tem de "dividir" o Orkut. Aliás, só o Orkut não, dividir senhas. Orkut, MSN, Twitter, Facebook. E o pior, disfarçando a total falta de confiança que um tem no outro em amor. Tipo, "como eu te amo e você me ama, o que é seu é meu e o que é meu é seu". Lindo isso, super meigo, se na verdade não escondesse uma insegurança e um ciúme do caralho. Tenho um amigo que já chegou a enviar um Keylogger disfarçado de foto pra namorada, pra descobrir tudo o que ela digitava no computador dela.
Se você ama de verdade, se você confia e acredita que a pessoa confia em você, acho desnecessário e até como eu disse antes, ridículo ficar monitorando o outro. Se você confia no seu parceiro ou parceira, sabe que ele não tem nada a esconder de você e vice-versa. Esse mania que os casais tem de dividirem senhas nada mais é do que desconfiança e insegurança.
Ressaltando que estou falando de coisas fúteis, como Orkut, MSN e outros. Nada a ver com senhas de banco e outras coisas mais sérias. Se você é uma pessoa casada ou que sabe pelo menos levar as coisas com maturidade, acho bacana e até útil que ambos tenham a senha do banco, número da conta corrente, boleto de prestações, etc. Isso é o que verdadeiramente se chama dividir uma vida, levar um relacionamento a dois. Agora, ficar fuçando no Orkut do namorado ou namorada, ler histórico de MSN pra descobrir o que ela anda falando e com quem, acessar conta de e-mail, ah, vá pra puta que te pariu! Que puta insegurança e desconfiança é essa? E o que mais me irrita é que pra eles é tão fácil justificar tudo com o tão belo amor. "Eu te dou meu MSN e você me dá o seu, eu olho seus recadinhos e você olha os meus, que lindinho, somos apaixonados". Ah, me poupe!
Quanto mais eu vejo esse tipo de comportamento por parte de alguns tipos de casais, principalmente os jovens, 18, 20 anos, que as vezes tem um relacionamento mais instável e imaturo do que o meu primo que tem 14 e acabou de arrumar a primeira namoradinha, mais odeio casais. Um bando de pessoas que acham que porque fazem sexo regularmente tem um relacionamento maduro com o parceiro ou parceira.
Muitos podem ler isso e dizer (aliás, tenho certeza de que dirão) "Ah, ele só está falando isso porque é um frustrado invejoso, sem namorada e sem vida sexual" (sim, senhoras e senhores, to subindo pelas paredes e agarrando postes pela rua), mas o fato de eu estar nessa situação não quer dizer que eu não possa formular minha opinião sobre determinado assunto, afinal, milhões de pessoas que não tem depressão, dizem que isso é doença de rico ou de gente desocupada.
Uma coisa que tem se falado muito, até mesmo em forma de piadinhas é que o Orkut e o MSN são na verdade destruidores de relacionamentos. Eu concordo, porque quanto mais você sabe, mais você quer saber.
Uma caixa de pandora virtual.

Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Bookmark and Share

1 Divagações

  1. Também já vi muito barraco de casal por causa de orkut.Por mais que se amem,acho que todo mundo tem o direito de ter privacidade e ai entra o que vc falou confiança,se vc confia no outro não tem necessidadeb de querer dividir senhas.

    ResponderExcluir

Muito obrigado por comentar. Sendo contra ou a favor de minhas opiniões, as suas são muito interessantes para mim. Tenha certeza!